top of page

A era!

Seria esse o início do fim?


sea waves GIF

Luiz Inácio Lula da Silva, ex-sindicalista, ex-metalúrgico e político brasileiro.


2.002... O ano que marcou a morte de uma figura verdadeira e legítima, que demostrava de fato, a mais baixa qualidade e preparo para a governança de um país!


Mas neste mesmo ano, temos o nascimento de um homem que agradava aos afegãos-médios com seu discurso e raízes, e a classe média com seu mais novo comprometimento com políticas econômicas parecidas com as de seus antecessores.


Lula tem sua ascensão, mas não por conta própria, existe um nome por trás dessa nova imagem do candidato. Um homem que mudou a história de um país sendo conhecedor das mais eficazes estratégias de marketing.


José Eduardo Cavalcanti de Mendonça, o Duda Mendonça.


O baiano foi o publicitário responsável pela repaginação do ex-metalúrgico para que ele tivesse condições de brigar pela presidência contra o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).


Iniciava-se então o "teatro das tesouras", onde ambos os lados, ditos de oposição, abriam caminhos para o mesmo objetivo, fazendo com que o povo acreditasse que fossem diferentes de fato.


Duda Mendonça fez com que Lula, o homem sem estudo, com a barba por fazer, o revolucionário, tornasse tragável para os eleitores acostumados a por no poder homens engravatados como FHC (Fernando Henrique Cardoso).


O mesmo que teve extrema aceitação até seu segundo mandato...


Disputando pelo partido de Fernando Henrique (PSDB), José Serra, a "múmia" da política brasileira, perde para o ex-sindicalista no segundo turno com 61,27% dos votos para o novo presidente.


José Eduardo mostrou para uma nação que nada, além da aparência, importa para que o povo te ame e te deseje no mais alto poder nacional.


O petista tinha um discurso socialista/comunista, mas agora, com uma aparência de um "Faria Limer".

Foi o suficiente para que 52.793.364 brasileiros o quisessem como presidente.


Com quatro anos de um governo mais a direita, para poder controlar a crise cambial herdada de FHC, Lula foi reeleito em 2.006 com 58.295.042 de votos, contra o oponente do PSDB, Geraldo Alckmim, médico e professor.


O povo ainda imaginava que ambos representavam lados opostos de governo, porém, mais tarde na linha do tempo, a nação pode ver que a moeda sempre foi a mesma, porém apresentada com fazes diferentes para que o povo pudesse ser confundido.


O Partido dos Trabalhadores (PT) do presidente havia aparelhado toda a máquina pública, com o que pode-se chamar de uma quadrilha que utilizava do dinheiro público para enriquecimento próprio e ganho de poder.


Tudo foi tornando-se claro para os mais sãos através de escândalos como:



Esses são alguns, dos vários, esquemas de corrupção que surgiram no Brasil durante o governo petista, mesmo assim o povo manteve-se elegendo um candidato com boa imagem criada por um mestre publicitário (Duda Mendonça), que inchava cada vez mais o Estado para poder entregar ao povo migalhas e banquetear junto com os seus com talheres de prata.


Lula aprendeu a dominar o discurso, ele tornou-se eloquente e persuasivo. Tinha o Estado nas mãos e o amor do povo!


Conquistou aliados por toda a América Latina e, com isso, conseguiu instaurar em diversos países vizinhos, regimes comunista financiados com dinheiro verde e amarelo dos pagadores de impostos brasileiros.


Enquanto isso, o povo permanecia endividado, pobre, mas com crédito, o que os fazia acreditar terem saído da pobreza, já que podiam comprar coisas, sem enxergar que em um futuro próximo, não poderiam pagar pelos seus bens.


As pessoas não podiam ver o cerco que se fechava em torno de seus direitos e liberdades, tanto financeiras quanto religiosas.


Infelizmente a verdade era mascarada por palavras bonitas e a nação caminhava para caminhos bem parecidos com os traçados pela Venezuela, Argentina e Nicarágua.


A falta de acesso a informação verídica e o sério problema de analfabetismo funcional instaurado no país, serviu para que as pessoas continuassem elegendo um governo que dava continuidade a destruição de uma nação.


Levando, inclusive, a eleição de uma das lideranças mais despreparadas da história do Brasil... Dilma Vana Rousseff.


Antes de sair do poder, no final de 2.009, o "mestre petista" ainda tentou dar início ao processo de tomada das liberdades do povo através do Decreto nº 7.037 (PNDH).


A nação estava em fase de sangria que levaria ao fim da democracia!

Por mais incrível que pareça, hoje os "jovens intelectuais" acreditam de fato que o atual presidente é quem fere a liberdade e a democracia brasileira...


Tudo isso é fruto do aparelhamento de estado causado pelo PT em seus 14 anos de poder, dos quais utilizou para emaranhar em todo o Estado, seja em órgãos públicos, escolas ou hospitais, pessoas que distorção a realidade e deem bons créditos de governança ao governo vermelho.


O Brasil está em crise! Mas não pelo atual governo e sim pelo auto preparo petista em deixar sempre as pessoas e certas alas do Estado ligados a eles através de um cordão umbilical que precisa ser cortado para que a nação cresça pujantemente.

Espero não ter que abandonar minha nação para poder criar meus filhos em segurança, longe da fome, da miséria e da falta de liberdade.


Como já dizia Nelson Rodrigues:


"Os idiotas vão tomar conta do mundo; não pela capacidade, mas pela quantidade. Eles são muitos".

Comentários


DSC_0004 (2) - EDITADA.jpg

Olá, que bom ver você por aqui!

É muito bom saber que pessoas como você tem consumido o conteúdo que produzo.

Volte mais e mais vezes e acompanhe de perto cada pensamento e opinião escritos nesse espaço.

  • Instagram
  • Facebook
  • Preto Ícone Spotify
  • Whatsapp
  • Preto Ícone LinkedIn
bottom of page